22 de abril de 2010

A COMPANHIA

QUEM TEM MEDO DO ARCANO 13?

Todo mundo, né? Ah, é sim.
Lá no fundinho, no cotovelo da alma, você também tem.


Aqui na Itália tenho pensado bastante nisso. No clichê da transformação, então, nem se fala.
Tenho medo de avião cair, sim, fazer o quê? Mas sempre voo sem problemas, entrego minha vida à sensatez dos pilotos. Segurança, aonde nesse mundo? E pra quê? Mas há um prelúdio para a morte, por assim dizer. Não só prelúdio, mas uma das verdades absolutas da vida: a solidão.



E do arcano 9, ninguém tem medo?
Opa, se duvidar até mais.
Alone in your own. Ou a sabedoria dos anos lhe confere uma companhia agradável? Bom, o senhorzinho encara o esqueleto, não tem medo. Joga luz aos ossos. Ambos da mesma altura. Olho no olho. Reconhecem, com as corcundas do tempo, que são irmãos tão próximos, tão naturais. E me sentir velho, com a configuração astrológica que carrego e ainda mais nessa terra, é só o começo pra trabalhar essas noções. Ah, essas máximas...

Qual a relação que vocês têm com a Morte? E com o Eremita? Me lembro que desmaiei três vezes (por motivos e em dias diferentes) enquanto escrevia um artigo sobre a Sem Nome. E vou guardá-lo ainda por mais um bom tempo.

Fiquem bem.


L.

7 comentários:

André Peres disse...

Não sou pessimista mas sempre pensei que por mais que nos relacionemos e "não sejamos uma ilha", somos solitários..herdamos a solidão de herança....nem sempre nos relacionamos com a vida de forma profunda, ficamos a superfície onde é mais fácil pedir socorro ou encontrarmos uma tábua de salvação...O Eremita terá reconhecido a necessidade de descer até o mais profundo da existência? Carrega a luz para ajudar a dissipar o medo? Encara A Velha Senhora por que entendeu que ela possa revelar mais sobre a existência que todo o conhecimento acumulado? Ou por ser a redentora que nos tirará dessa solidão?
Eu não tenho respostas....mas espero que o seu texto, que será guardado "ainda por mais um bom tempo", não demore tanto assim....abraços

Leonardo Chioda disse...

Entendo bem as suas colocações, André. E essa relação (arcano 13 + arcano 9) é uma das mais sutis e belas que podemos encontrar no tarot. Coloquemos os dois pra conversarem. As lições serão inesquecíveis.

Pelo menos até a próxima colheita.

Um abraço!

Danny disse...

O que vejo nestes dois arcanos?

A transformação sendo feita ao final da caminhada... qdo se transformou tudo e já se conheceu tudo, tal qual o Eremita, pode-se encarar iluminando a face da transformadora sem medos... acho q o Eremita encara a morte sem medo por saber que é a ultima e talvez a maxima transformação que o espera...

Abraços.
ps: adoro seus textos.

Alexsander disse...

Há coisas que são muito difíceis de serem escritas mas não impossíveis. A minha relação com esses dois arcanos é sintetizada em 8 anos e meio morando em Portugal. Sozinho. Morrendo. Mudando. Nascendo. Vivendo. Ganhando. Perdendo. Construindo. Abandonando. Reconstruindo. A tudo e a mim mesmo. Você mesmo pôde acompanhar uma boa parte desse processo, né?
Interessante observar que entre eles quem se encontra é o Imperador. 13 - 9 = 4 e quem surge a partir deles é o louco: 13 + 9 = 22. A mensagem é clara aos olhos de quem sabe vê-la. Ruim? Boa? Isso vai depender de cada um. Por isso o eremita não teme a morte e a encara face a face. Sem medo sem hesitação e SEM PRESSA. bjus

Rafael Poeta disse...

A morte... Pensando por Freud, a realização de todos os desejos. Uma tela de pintura com o excesso de todas as cores misturadas... Se não houvesse a morte, não haveria a vida. Acho que a nossa jornada ganha sentido com a morte, porque durante toda a vida vamos buscar realizar nossos desejos fielmente. Quando encontramos a morte nos deparamos com a realização de todos os nossos desejos. E aí... Vai lá saber se isso é bom ou ruim!!!

voyance disse...

Gran! He disfrutado leyendo esto. Se me inspiró a escribir sobre temas relacionados con el mismo. Gracias!

voyance gratuite disse...

Esto es muy útil y los esfuerzos interesting.Your son muy impresionantes. Mantener el intercambio
Buen post. Voy a continuar con su blog.