15 de dezembro de 2008

ARCANOS NA PINTURA MUNDIAL I

Ontem eu estive garimpando na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Encontrei tarôs novos, livros de astrologia pra alimentar meu renovado interesse no assunto e a "BRAVO! Especial 100 Obras Essenciais da Pintura Mundial" na revistaria, pra instigar meu gosto por arte.
_

_
Antes de rasgar o lacre, já pensei no que ia fazer por aqui: elencar as obras que mais tem a ver com nossos amados arcanos. Não é um tarefa fácil, mas também nada impossível. Nesta parte da "mostra" estão as onze cartas iniciais, totalizando os 22 arcanos maiores ao lado das obras associadas. Cada uma traz tanto os atributos conceituais quanto às semelhanças visuais entre as figuras. Começo com a tela mais famosa do planeta, que obviamente ocupa o primeiro lugar no ranking da publicação:
_
_
MONA LISA Leonardo Da Vinci
A SACERDOTISA
_

_
Assim como a mulher retratada em 1500, o segundo arcano maior é digno de todos os mistérios que cercam sua identidade. Seu sorriso enigmático é a prova de que a pintura penetra com força e ao mesmo tempo sutileza o subconsciente do observador, convidando-o a adentrar em seus véus de significados prováveis, porém nunca conclusivos. As palavras-chave mais comuns aos que admiram La Gioconda são reclusão, segredo, charme , serenidade e até mesmo sensualidade - características encarnadas na papisa do tarô.
_
_
AULA DE ANATOMIA DO DR. TULP Rembrandt
O MAGO
_

_
Certo, eu inverti a ordem arcana justamente pela importância da primeira tela. Mas aqui, não menos importante, temos Rembrandt, que é capa do famoso A Hora das Bruxas, de Anne Rice. Ilustra, especificamente, os atributos do Mago com o florescimento da anatomia no campo da ciência, nos idos de 1632. O tabuleiro do prestidigitador no Visconti-Sforza se torna um cadáver experimental. E não é de experimentos que se faz um mago digno de fama? A escuridão dourada do antigo trunfo dialoga com a penumbra do pintor holandês. O Mago, assim como o anatomista, lida com as realidades - mesmo que internas - do ser humano.
_
_
A VÊNUS DE URBINO Ticiano
A IMPERATRIZ
_
_
Ticiano, o veneziano. Há quem não goste de suas telas, mas eu não nego: sou fã. Esta Vênus, com toda a sensualidade imperial possível, é digna de estar entre as 100 obras. Mostra a feminilidade com pureza e erotismo, características que espelham a carta do tarô. Não é a minha preferida, mas agrada. Contrastam as curvas do corpo com a figura de Frieda Harris, cujo escudo dá lugar ao cão e à empregada - símbolos puros de fidelidade e proteção. Entre tantas telas possíveis para este arcano, escolhi essa pela composição e pelas impressões causadas quando a lemos: majestade, conforto, poder e libido. Imperatriz, portanto.
_
_

RETRATO DE CARLOS I DA INGLATERRA
Anthony Van Dyck
O IMPERADOR
_

_
A tela de Van Dyck mostra o monarca Carlos I a frente de seu cavalo e diante de uma bela paisagem. Embora não tenha sido imperador, a tela de Carlos I desbravou a tradição dos retratos aristocráticos até o século 18 em seu país. O monarca acabava de voltar de uma caçada, mas ao lado do quarto arcano maior, pode-se vislumbrar que todo o local é de seu pleno domínio. Não é para o império que o governante fita do alto de seu trono? Van Dyck cristalizou o conceito de nobreza elegante ao versionar personagens da corte em posturas rígidas, altivas e confiantes - como um imperador deve ser.
_
_
ESTUDO A PARTIR DO RETRATO DO PAPA INOCÊNCIO X DE VELÁZQUEZ Francis Bacon
O SACERDOTE
_
_
Assusta, né? Mas aqui não vou apelar aos atributos maldignificados do arcano. Me limito a associar a carta à obra que consta na revista. Bacon, no último ano da década de 40, pintou o que chamava de realidade "crua", destoando da tela original de Velázquez. Afinal, não se importava com interpretações ou releituras, queria mesmo era criar. De tão desprendido de seus trabalhos, não ligava de desfazer-se deles. Os papas aqui dialogam na semelhança da posição - e só. O que Bacon considerava como crueza, se encontra por trás do arcano. Como nos dias de hoje, com o sumo-sacerdote do Vaticano que não expõe à toa seus ideais.
_
_
O BEIJO Gustav Klimt
OS AMANTES
_
_
Eu não podia deixar de usar o próprio Tarot de Klimt, publicado pela Lo Scarabeo, para ilustrar o sexto arcano maior. A tela marca o auge do Art Nouveau e está impressa em todo o tipo de material, no mundo todo. Klimt, como o tarô, é pop. Ao pintar indecências e mesclar indivíduos apaixonados, tornou-se um dos artistas mais conhecidos do Ocidente. Muito ouro, muito brilho e pouca modéstia ao criar os quadros mais impressionantes e atraentes que a Áustria já teve. Sua liberdade fala alto à carta do tarô: entrega, desejo, sedução, envolvimento - alguns dos atributos do arcano da encruzilhada amorosa.
_
_
TAMARA NO BUGATTI VERDE Tamara Lempicka
O CARRO
_
_
Contemporânea de Picasso, Gide e Cocteau, Lempicka nasceu na Polônia e mudou-se para a França ainda jovem. Pintada para a capa de uma revista de moda, a tela associada ao sétimo arcano maior garantiu sua permanência entre os maiores nomes da art déco. É a imagem da mulher independente que guia sua vida como bem entende. Assim também ocorre no Housewives Tarot, escolhido especialmente pela cor do carro em ambas as figuras: as duas mulheres fazem suas compras e, mais que donas de casa, são donas dos seus próprios narizes. A ousadia do poder feminino na década de 50, com tantas revoluções, pode também dialogar com a época de Lempicka, bem antes, em 1925, com sua liberdade. Vivenciou a boemia cubista parisiense e surpreendeu o meio pelo seu hedonismo. Livre, como o auriga do Carro se sente.
_
_
FIGURA DE MULHER Juan Gris
A JUSTIÇA
_
_
Outro nome do cubismo, desta vez analítico, é o espanhol Juan Gris. Conhecido por suas expressões puramente intelectuais, longe de convenções artísticas batidas, sua tela se equipara à oitava lâmina especialmente pelo seu caráter mental de concepção. Trabalhando dedutivamente do abstrato para o concreto, é nítida a característica da Justiça: o pensamento, a intuição que se cristaliza em razão. As imagens conversam pela posição, como no Papa. A espada que a mulher empunha no tarô Morgan-Greer se confunde com alguma das linhas retas que dão impressão de corte, de justeza. Criador do cubismo "sintético", Gris incentivou as pesquisas sobre esta escola com toda a consciência de um artista que se basta. E claro, de uma carta que fala por si.
_
_
A CIGANA ADORMECIDA Henri Rosseau
O EREMITA
_
_
Relutei por um momento em "arcanizar" A Cigana Adormecida, mas a gama de pinturas que a publicação oferece me obrigou a isso. Pensei nela como arcano 11 devido ao leão, mas aqui não há situação de força ou domínio braçal de feras. A tela, que já foi ridicularizada e também chamou a atenção de Picasso, está fora de qualquer escola ou movimento artístico. Ela expressa sua visão particular do mundo, sugerindo toda a fantasia noturna que permeia o solitário do tarô - que também não se encaixa em vanguardas. A não ser, é claro à sua própria e íntima verdade. Os montes da imagem do Secret Tarot parece ligar-se aos da cigana, dando uma idéia de continuidade.
_
_
O PARAÍSO Tintoretto
A RODA DA FORTUNA
_
_
Outro veneziano, desta vez conhecido pelo tradicionalismo renovado e impactante, Tintoretto é dono da única obra do acervo que sussurra a circularidade e a idéia de hierarquia da carta do tarô. Influenciado por Michelangelo e Ticiano, o pintor conseguiu criar magnificamente o turbilhão de emoções das almas que ascendem ao paraíso. Toda a jornada de Dante Alighieri e toda a jornada humana, em suas voltas, seus altos e baixos. Outra aproximação do arcano seria refletir sobre a boa fortuna de poder alcançar as moradas eternas. Não é pra qualquer um.
_
_
RETRATO DE MARIE-THÉRESE WALTER Pablo Picasso
A FORÇA
_

_
Picasso conheceu Walter na saída das Galerias Lafayette, convidando-a para ser modelo de algumas telas. Mesmo casado, com 45 anos, o artista se apaixona pela garota de 17 que se torna sua amante. O diálogo com a carta do tarô se dá, antes de tudo, pelas semelhanças - a lemniscata camuflada nos chapéus, as roupas requintadas e o rosto pacífico. Em seguida, se associam pelo caráter erótico da pintura e os atributos sexuais que a lâmina carrega. A atmosfera da época, para o artista e para a jovem, era de luxúria, prazer e distorção de formas, como vemos aqui de forma serena no retrato. Deu-se o florescimento de Picasso, desabrochado espontaneamente, quando a jovem surgiu em seu caminho criativo e o fisgou. No fim, Marie-Thérese disputou o homem com outra mulher e enforcou-se aos 68 anos. Mas esse detalhe não diz respeito ao arcano em questão - que inspira a beleza, a diplomacia e o domínio silencioso sobre a fera - no caso, o gênio dos pincéis.
_
_
_
Tarô é arte, indiscutivelmente. Quando leitores, estudantes ou curiosos me perguntam sobre a importância de associar as cartas à cultura popular, às cenas cotidianas e mesmo às obras de um museu, eu digo que é justamente para aprender a enxergar a vida - porque as cartas são espelhos da realidade que conversam com as cores, com as fantasias e com as idéias que temos por trás dos olhos. Faz bem. Por isso eu continuo em breve.
Aguarde.
_
_
Leo

12 comentários:

Alexey disse...

Gostei, ficou muito bem escrito e bem relacionado! :)


P.S. - lalalal

Scarllet disse...

ficou lindo leoo!!! adoro suas associacoes! eu comprei essa bravo e ja estou estudando as obras de arte com as cartas... estou anciosa pela segunda parte, acho q ja descobri alguns dos proximos arcanos!! bjos!

Sandra Ayana disse...

Lindo e prazeroso... Avise quando postar os próximos arcanos!

Beijo!

Ana disse...

Tá muito legal, Leonardo! Fico esperando os próximos! Um beijo!

André Peres disse...

Bem como disse em outro comentário: adicionei o link da sua pagina em meu blog...e aproveito para passar o link do mesmo..... não precisa adicionar...apenas visite vez ou outra....abraços
Se tiver orkut..é só me procurar...André Peres Barbosa de Castro
Vou gostar de trocar umas idéias sobre tarô com você...ando meio enferrujado....kkkk
Abraços

Almanaque e Figurinhas:

http://almanaqueefigurinhas.blogspot.com/

DJoker. disse...

Assim como a pessoa anterior
vou adicionar seu site ao meu blog,
é MUTO bom,
conheci o site hoje,
e " se bobiar " eu leio ele inteiro hoje.
Dias dificeis.

Arte e Magia disse...

Vim visitá-lo adoro você e seu blog!
adicionei-o ao meu!
beijos.

disse...

Brilhante trabalho, ficou ótima essa montagem de cartas e pinturas ;)

Anônimo disse...

bom comeco

Magali Tarô disse...

Olá colega, tudo bem? Interessantíssimo seu trabalho.Muito criativo. Parabéns e sucesso para você.
Magali Rossi
Taróloga.

Emanuel disse...

Sem palavras para tamanha beleza.
Grande abraço, Leo.

Dani e suas histórias ... disse...

Muito legal, aliás seu blog é LINDOUOUOUOU, adorei o lay-out, super capricorniano...beijinhos, dani