17 de setembro de 2011

TARÔ NA COZINHA

Tenho uma relação mais que afetiva e acadêmica com a Itália. É genealógica, espiritual. A stregoneria, o malocchio, os benandanti e as peregrinazioni daquela terra são mais que elementos culturais. São ingredientes que aprendi a pesquisar e a questionar com mais afinco a partir do contato que tive com Ludovica, no tempo em que morei na Úmbria. Mas também, de certo modo, sempre evitei falar. Uma postura bastante solitária, confesso, mas essencial para não perde il filo, a conexão primordial, digamos assim, com o meu reino ancestral. Até porque, chi cucina ha regole, misteri e segreti che non svelerà mai*. Ocorre o mesmo com as práticas do espírito.

O tarô, peça-chave do altar que carrego no peito, são os chamados tarocchi (se lê "tarôqui", assim como o meu sobrenome, Chioda, que equivale a "Quioda"). Esse termo em italiano ressoa mais forte quando pronunciado, percebe? Talvez sejam as raízes vibrando no alto dos montes do centro da bota, onde tudo começou. Pois então, são esses mesmos ingredientes - esses símbolos - compõem a távola das matronas, que empunham tal qual o Mago la pasta que inspira o divino no paladar dos mortais.

Morena Poltronieri, Stefano Biolcati e Antonella Melandri, três estudiosos da cozinha e dos tarocchi, criaram um verdadeiro livro de receitas arcanas. La Cucina dei Tarocchi é uma publicação apetitosa para quem aprecia um bom prato, um bom vinho, um bom livro e, obviamente, uma bela leitura de cartas.



Que tal um filé para honrar O Imperador?
Ou uma massa d'A Estrela, com direito a creme? Vão nove ovos e o suco de um limão, anotem.
A arte da cozinha é a arte mágica por excelência. É por entre as panelas que os deuses nos espreitam.

Va bene, lavoriamo. Enquanto tomo meu café reviro o maço
pensando em qual carta virá trazendo uma receita.

Qual o sabor e o aroma dos arcanos?
Bacio a tutti,


L.

Questo è per te, Ludo.
Non avevo trovato questo libro a Perugia, ma ora è qui con noi.

La nostra magia è propriamente la nostra magia, vero?
Andiamo sempre. Caminare è potere.
Un bacio sulla tua eternità.


* quem cozinha tem regras, mistérios e segredos que não se revelarão nunca.
.

2 comentários:

Unknown disse...

viva! chegou o teu!

Aline disse...

Apetitoso! ♥